Contratações pelo Plano Safra 2019/20 atingem R$108,5 bi até dezembro

Criado em 08/01/2020 por Administrador


Segundo o governo, entre julho e dezembro de 2019 foram realizados aportes de R$ 28,5 bilhões para operações de investimento e de R$ 80 bilhões para custeio.
TOPO
Por Reuters

07/01/2020 11h59 Atualizado há 18 horas


Os produtores rurais utilizaram nos seis primeiros meses da temporada 2019/20 cerca de metade dos recursos programados para o Plano Safra, contratando 108,5 bilhões de reais, informou o Ministério da Agricultura na segunda-feira (6).

Acompanhe a cobertura de Agronegócios do G1
Segundo o governo, entre julho e dezembro de 2019 foram realizados aportes de R$ 28,5 bilhões para operações de investimento e de R$ 80 bilhões para custeio.

"As demandas por recursos do crédito rural seguem aquecidas, conforme o esperado", disse em comunicado o diretor de Financiamento e Informação da Secretaria de Política Agrícola, Wilson Vaz de Araújo.

Os financiamentos para custeio, que concentram a maior parcela dos valores, registraram crescimento de 5% em relação à temporada anterior, enquanto as contratações para investimento tiveram expansão de 19%.

Com a forte demanda nos programas de investimento, o ministério afirmou que o Tesouro Nacional autorizou o remanejamento de recursos, "sobretudo de custeio para investimentos", para uma readequação.

Assim, o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) recebeu R$ 874 milhões adicionais e o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), mais R$ 614 milhões.

Nos seis meses iniciais do Plano Safra, o Pronamp apresentou sozinho um avanço de 37% nas contratações, atingindo 14,2 bilhões de reais, sendo que os aportes para investimento em seu âmbito cresceram 49%.

"Os remanejamentos realizados em dezembro último serão suficientes para atender a demanda", afirmou Araújo.