Exportação de carne de frango cresce 2,8% em 2019, dizem frigoríficos

Criado em 08/01/2020 por Administrador


Segundo ABPA, receita das negociações foi de US$ 6,99 bilhões, alta de 6,4% na comparação com 2018.
Por G1

07/01/2020 13h06 Atualizado há 14 horas


As vendas das exportações brasileiras de carne de frango encerraram 2019 com saldo positivo em volume e receita, de acordo com a associação que representa os frigoríficos do setor (ABPA) nesta terça-feira (7).

Exportações de carne de porco batem recorde em 2019
Frigoríficos projetam preços menores da carne de frango em relação ao fim do ano
Ao todo, foram exportadas 4,212 milhões de toneladas nos 12 meses do ano, volume 2,8% superior ao registrado ao longo de 2018 (4,1 milhões de toneladas).

Os frigoríficos levam em conta todos os produtos exportados pelo setor (in natura e processados), diferentemente da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia, que levanta os dados da balança comercial.

Levando em conta apenas as vendas da carne de frango in natura, o número é 0,22% menor que na comparação com 2018.

Em dezembro, o setor registrou o melhor desempenho mensal do ano: foram vendidas ao exterior 391,9 mil toneladas, número 11,2% superior às 352,5 mil toneladas efetivadas no último mês de 2018.

Em receita, as vendas do setor em 2019 totalizaram US$ 6,994 bilhões, número 6,4% superior ao alcançado em 2018, com US$ 6,570 bilhões.

Considerando apenas o mês de dezembro, a alta nas exportações chegou a 9,6%, com US$ 636 milhões no último mês de 2019, contra US$ 580,1 milhões registrados em dezembro de 2018.

China na liderança
A China assumiu em 2019 a liderança entre os destinos internacionais da carne de frango do Brasil, com importações totais de 585,3 mil toneladas, volume 34% superior ao realizado em 2018, com 438 mil toneladas.

Apenas em dezembro, o país asiático importou 72 mil toneladas, volume 94% superior ao efetivado no último mês de 2018.

“A crise sanitária que impactou a suinocultura chinesa também influenciou o aumento das exportações de carne de frango. É o maior volume anual já exportado para a China desde a abertura do mercado em 2009 e houve uma notável elevação do ritmo no fim de ano”, destaca Ricardo Santin, diretor-executivo da ABPA.

Também na Ásia, o Japão incrementou suas compras em 7% em 2019, com volume total de 424 mil toneladas.

Já no Oriente Médio, os Emirados Árabes Unidos foram destaque no ano, com importações totais de 341,1 mil toneladas, volume 10% superior ao realizado no ano anterior.

O Iêmen também elevou suas importações da carne frango do Brasil, com total de 105,9 mil toneladas, um incremento de 24% em relação à 2018.

Previsão para 2020
Para 2020, a ABPA espera que a demanda global por carnes continue em alta. A entidade estimou anteriormente uma elevação de 7% nos embarques de carne de frango em relação a 2019, prevendo cerca de 4,5 milhões de toneladas embarcadas no novo ano.

"O fluxo das exportações, em especial para a Ásia e Oriente Médio, deve seguir positivo em 2020. O mercado internacional de proteína animal está pressionado pela demanda da Ásia, em especial", afirmou o presidente da ABPA, Francisco Turra, em comunicado divulgado nesta terça.