Manchas de óleo reaparecem em praias dos municípios de Amontada e Itarema, litoral do Ceará - Por Rodrigo Rodrigues, G1 CE

Criado em 07/01/2020 por Administrador


As manchas de óleo que atingiram o litoral nordestino voltaram a aparecer em praias do Ceará. O material surgiu na faixa da praia de Caetano de Cima, no município de Amontada, e em localidades de Itarema. A substância reapareceu na orla há cerca de uma semana, com "pequenos vestígios esparsos", segundo a Marinha do Brasil. (Veja no vídeo acima)

Mais de 100 dias após a primeira mancha surgir, 998 pontos do litoral do Nordeste e estados do Sudeste já foram atingidos pelo óleo, segundo o mais recente balanço do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Há registro de manchas de óleo nos 9 estados do Nordeste – Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe – e também no Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

Neste domingo (5), as manchas voltaram a aparecer em um trecho da praia de Amontada. A comunidade cobra mais atenção da Marinha nas ações de limpeza. Em imagens divulgadas nas redes sociais, partículas de óleo espalhadas por um grande trecho na faixa de areia.

Segundo a voluntária Helena Soares, as manchas nas praias surgiram com o movimento das marés. "Existe ainda em pequena quantidade, mas existe. E o fato de ser pequeno é preocupante porque vez ou outra alguém está pisando sem ver, é realmente difícil a visibilidade", comenta.

Óleo retirado
A voluntária ressalta que no primeiro dia em que as manchas foram vistas, segunda-feira passada (30), cerca de 300 quilos de óleo foram retirados, em um trabalho conjunto entre a Marinha e uma equipe de voluntários. Helena afirma, no entanto, que o órgão apenas fornece o material necessário para que a própria comunidade faça a limpeza.

"Vieram alguns agentes, mas a conversa é a de que eles só estão coordenando o processo. Querem que a gente articule uma equipe de voluntários para a semana que vem. Querem dar os equipamentos pra gente fazer o trabalho que entendemos ser deles enquanto órgão competente. A comunidade pode ajudar, se voluntariando, mas essa função é deles", aponta.

Em nota enviada ao G1 neste domingo (5), a Marinha do Brasil – por meio da Capitania dos Portos – informou que envia, diariamente, equipes para realizar monitoramento e limpeza das praias atingidas por resíduos de óleo nos municípios de Amontada, Itapipoca e Itarema, no Ceará. Segundo o órgão, as atividades serão realizadas até que as localidades estejam livres dessa poluição.

"Adicionalmente, as equipes da CPCE realizam a distribuição de Equipamentos de Proteção Individual aos membros da Defesa Civil, de órgãos ambientais municipais e voluntários, que estão atuando de maneira determinante no apoio à limpeza das praias", disse a Marinha. As amostras do material recolhido continuam sendo enviadas para análise no Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM).

Itarema
O material também foi observado no município de Itarema. Segundo a moradora Tallita Teixeira as manchas foram vistas em "pequena quantidade" e "do tamanho de uma moeda de 1 real", nas praias de Tijuca e Almofala. "Hoje (6), encontra-se limpa", finaliza a moradora.

Segundo informações obtidas junto à Marinha nesta segunda-feira (6), o órgão esteve no local durante cinco dias, quando "foram encontrados pequenos vestígios esparsos, prontamente recolhidos pelas equipes."

"Nossa Equipe esteve por cinco dias contínuos na cidade, recebendo o apoio irrestrito da Secretaria de Meio Ambiente do Município, tendo ainda a participação da Colônia de Pescadores e de Voluntários do Projeto Tamar, encerrando ontem à noite (5) as ações de monitoramento, de forma que avaliamos todo o litoral de Itarema como limpo".

Ainda segundo o órgão, "a Secretaria de Meio Ambiente de Itarema continua alerta a qualquer aparecimento de vestígios de óleo em todo o litoral da cidade".