Confira dicas para abrir o próprio negócio e trabalhar em casa Conheça a história de Tatiana que, depois de ser demitida, decidiu abrir um negócio em casa.

Criado em 06/01/2020 por Administrador


Alguns telespectadores escrevem para o Pequenas Empresas & Grandes Negócios pedindo reportagens sobre home office e sobre máquinas para produção em casa. Pensando nisso, o repórter Marcelo Baccarini conversou com Tatiana Guerra, uma empresária que trabalha em casa, e mostra onde ela comprou os equipamentos para fazer produtos personalizados.

Tatiana perdeu o emprego de gerente de marketing em 2012 e teve que se virar. Em 2014, ela investiu R$ 1 mil na compra de uma máquina de corte de papelaria e montou um negócio de produtos personalizados. “O começo foi difícil porque não tinha habilidade com a máquina e a gente erra no começo. Tive custo com cursos, material. Pra ter lucro, demorou um ano”, conta.

Com o lucro da primeira máquina, ela pegou R$ 6 mil, comprou outras três máquinas e equipou o pequeno ateliê dentro de casa. No começo, Tatiana vendia para os amigos. Agora, ela tem escolas e empresas entre seus clientes. Ela produz, em média, duas mil peças por mês.

O trabalho em casa exige cuidados. Primeiro, é preciso separar vida pessoal da profissional. Outro desafio é a contabilidade do negócio. Muita gente pensa: ‘trabalho em casa, não pago aluguel, energia, compro uma caneca por R$ 8, vendo por R$ 20 e tô ganhando dinheiro´. Mas não é bem assim. Não é porque você trabalha em casa que pode deixar de incluir algumas contas: só elas vão dizer se realmente você está ou não ganhando dinheiro.

Tatiana lembra que, como toda empresa, quem trabalha em casa também tem que calcular os custos fixos, como energia, internet e até o aluguel do espaço que a pessoa ocupa. E não pode se esquecer dos impostos, custo da matéria prima e o pró-labore, o pagamento que o empresário recebe.

A empresária comprou as máquinas em uma loja em São Paulo. Os equipamentos custam de R$ 430 a R$ 11, 5 mil e são feitos para o mercado de sublimação, que é a transferência de imagem por aquecimento. “Tem muito mercado, é um mercado crescente. Demos início nesse mercado por perceber essa necessidade no ramo de festas, convenções, feiras, onde está muito presente a sublimação”, conta a dona da loja Sabrina Barros.

A loja também oferece cursos que ensinam o cliente a mexer nas máquinas e como vender os produtos depois. Tatiana aprendeu direitinho e cresceu 20% no ano passado. No último mês, faturou R$ 40 mil. "Meu plano agora é finalizar a loja virtual e montar também uma loja física. Mas na loja física também quero dar cursos".

Ar fest
Telefone (11) 994011154
Site: arfest.com.br
Email: contato@arfest.com.br
Facebook.com/arfestabc
Insta @arfestabc

Barato Máquinas
Endereço: R. Santa Clara, 25 – Brás
São Paulo/ SP- CEP: 03025-030
Telefone: (11) 2488-4640
Site: www.baratomaquinas.com.br/
Facebook: www.facebook.com/BaratoMaquinas/
Instagram: www.instagram.com/baratomaquinas/